Por João Botelho|24.10.15
  • partilhe
  • 0
  • 0
O Benfica joga de modo diferente, trata melhor a bola, esquemas mais límpidos. Mas, bloqueado que está o centro, hoje o futebol decide-se numa  faixa de 10 a 15 metros de largura por 100 a 110 de comprido. E é preciso fazê-la muitas vezes, com enorme velocidade e capacidade de resistência.

O infeliz Nelson Semedo era precioso. Durante mais de meia hora, os dois laterais do meu Benfica distraíram-se na Turquia. Sílvio e Eliseu foram um desastre. O controlo de jogo que se seguiu não chegou para nada. Não era um jogo decisivo, bem sei. Mas vejam lá se se concentram para o de amanhã, esse, sim, importante para que o bombardeiro de Alvalade, à procura insistentemente de danos colaterais, se cale de vez. O bom jogo tem de ocupar todo o terreno e todo o tempo. Os momentos geniais de Gaitán não bastam.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)