Sub-categorias

Notícia

Por João Pereira Coutinho|19.05.17
  • partilhe
  • 29
  • 0
Passos Coelho tem prazo de validade até às autárquicas. A sério? A ideia corre por aí com a solenidade das grandes certezas. Eu não tenho nenhuma. Verdade que o próprio já afirmou que as autárquicas não são teste para nada. Mas o essencial são as ‘alternativas’ a Passos, que não aparecem – nem, suspeita minha, vão aparecer. O que se entende. A pátria anda em festa.

A economia cresce. O PS pode chegar à maioria. Se não houver surpresas externas (BCE, Grécia, etc.) ou internas (vindas da esquerda ou de Belém), ser líder da oposição é cumprir o desterro do deserto sem perspectiva de um oásis. Quem se atreve ao martírio? No PSD, a tradição não engana: só há candidatos sérios quando há cheiro de poder.

O ‘crédito’ de Passos Coelho é ‘infindável’, nas palavras do imortal Marco António? Não duvido. Quando não existe melhor produto na praça, a velha Cleópatra sempre dá para os gastos.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)