Sub-categorias

Notícia

Por João Pereira Coutinho|05.03.17
  • partilhe
  • 0
  • 2
Cem anos após a revolução bolchevique, o PS antecipou as comemorações com uma imitação reles dos julgamentos de Moscovo.

Eurico Brilhante Dias, nome obviamente irónico, declarou à Renascença que a Comissão de Finanças Públicas ‘cria pânico e desconfiança na execução orçamental’ (tradução: não faz propaganda e desmascara a ‘narrativa’ económica do Governo). Consequentemente, o nosso brilhante Eurico convida a instituição da dra.Teodora a fazer uma ‘reflexão profunda’ (tradução: cala o bico), até porque o Parlamento pode rever o modelo do organismo independente (tradução: adeus, independência).

Em breves linhas, temos acusação formada, oportunidade de purificação e ameaça de fuzilamento. Bons tempos em que o PS ainda disfarçava os tiques autoritários.

Hoje, com as companhias que se conhecem, a brutalidade é sem disfarces. Tenham medo, tenham muito medo.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De ESPECTACULO05.03.17
    Para quê? Para censurarem?
1 Comentário
  • De ESPECTACULO05.03.17
    Para quê? Para censurarem?
    Responder
     
     0
    !

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)