Sub-categorias

Notícia

Vítimas de todo o Mundo, repousai!

José Diogo Quintela

Vítimas de todo o Mundo, repousai!

No topo está a mulher negra, transexual, lésbica, cega e hindu, o Cristiano Ronaldo da vitimização.
  • 1
  • 559
Por José Diogo Quintela|15.04.17
Recentemente, três feministas de currículo impecável, a histórica Germaine Greer, a escritora Chimamanda Adichie e a apresentadora do ‘Women’s hour’ da BBC4, Jenni Murray, disseram que as mulheres transgénero não são iguais às mulheres que nasceram mulheres. Tendo sido homens durante muito tempo, falta-lhes a vida inteira de experiência feminina.

(Pouco sofisticadamente, é como os Transformers, robots que se transformam em carros, mas nunca são carros iguais aos que saem dos stands, na medida em que, por exemplo, não fizeram a rodagem).

Imediatamente, foram acusadas de transfobia e mandadas calar. Três feministas que sempre lutaram contra homens que as mandavam calar, são agora mandadas calar por mulheres que já foram homens. Ou seja: ao silenciar mulheres que acham que as mulheres transgénero não são 100% mulheres, as mulheres transgénero provam que não são 100% mulheres, pois mantêm um resquício daquele machismo que gosta de mandar calar mulheres.

O problema de Greer, Murray e Adichie é que não estão bem posicionadas no Campeonato da Vitimização, a competição que classifica os argumentos, não consoante os seus méritos, mas consoante a dimensão dos traumas dos seus proponentes. Greer e Murray são mulheres e, por isso, recebem um ponto de vítima. Adichie, mulher e africana, soma dois pontos. Mas não têm hipótese contra transexuais, bastante acima no ranking por serem oprimidos em mais critérios.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)