Sub-categorias

Notícia

Ventos da Europa

Luís Campos Ferreira

Ventos da Europa

Juncker é certeiro ao dizer que é preciso ganhar o coração dos europeus.
  • 0
  • 3
Por Luís Campos Ferreira|14.09.17
  • partilhe
  • 3
  • 0
O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, expôs ontem a sua visão para os próximos anos da Europa. Foi um discurso importante, que merecia uma leitura atenta e nacional, não fosse o distanciamento crónico dos cidadãos (e não só dos portugueses) relativamente às questões europeias.

E vale a pena começar por aqui. Ciente desse afastamento e das acusações (justas, em muitos casos) de falta de democracia e de representatividade das instituições comunitárias, Juncker é certeiro ao dizer que é preciso "ganhar o coração dos europeus", e avança com propostas concretas a nível institucional, como a existência de um presidente único à frente da UE.

Lembrou também que "a Europa é mais do que um mero mercado único, mais do que dinheiro, foi sempre uma questão de valores", destacando a solidariedade posta à prova na crise migratória, a vocação da Europa enquanto refúgio dos perseguidos ou os direitos dos cidadãos.

Mas a mensagem de Juncker renova também a esperança e a ambição de uma Europa mais forte, mais aprofundada, mais interventiva, e também "menos ingénua", aproveitando o bom momento económico que se vive no continente. E até de uma Europa mais alargada, se bem que não para já.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)