Por Luís Pires da Silva|27.07.15
  • partilhe
  • 0
  • 1
A atual lógica do imediato tende à prossecução de objetivos, estatísticas que vão sendo transmitidas aos media. Neste ponto avizinham-se tempos difíceis para a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE). Com efeito, estamos em plena silly season e decorre a campanha eleitoral.

Estes dois factos traduzir-se-ão numa avalanche de celebridades nas diversas galas e discotecas com a presença de futebolistas e artistas de televisão, ou nos mercados e feiras com líderes políticos a distribuir canetas, promessas e apertos de mão.

Perante isto, sugere-se que a ASAE encerre portas até à data das eleições, pois, de acordo com o relatório da Lista VIP, dever-se-á evitar a realização de inspeções quando valores tão altos como os indicados se levantam.
Será economicamente viável a formação de uma lista de individualidades avençadas que possam ser contratadas por quem receie uma inspeção da ASAE? Eu elegeria futebolistas já que, se não cumprirem o que prometem, poderão sempre ser vendidos.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)