Mulheres, mães, horários de trabalho e outras inquietudes

Mafalda de Avelar

Mulheres, mães, horários de trabalho e outras inquietudes

Na Venezuela, Maduro decreta 12h por semana de trabalho. No Brasil, casos tiram protagonismo à (ainda) Presidente. No resto do mundo, Espanha e EUA estão em corrida. Eleitoral.
  • 0
  • 0
Por Mafalda de Avelar|01.05.16
  • partilhe
  • 0
  • 0

1.Trabalham dois dias por semana

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou que a função pública (exceto em serviços fundamentais) só trabalhará segundas e terças–feiras. Tudo isto em nome do racionamento da energia elétrica. Depois da folga às sextas, Maduro decreta, agora, trabalho dois dias por semana. A Venezuela está a viver uma enorme crise energética. As represas estão secas e a Central Hidroelétrica, que gera 70% da energia do país, a El Guri, está no mínimo.
 

2. Apagão, também, político

O grande motivo deste apagão é, segundo Maduro, o El Niño. Porém a oposição culpa o Governo de não ter planeamento e de ser o principal responsável. Entre acusações de corrupção e de falta de estratégia surge a ideia de que a diminuição das horas de trabalho semanais prejudica a produtividade do país.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)