Carta às crianças

António Marinho e Pinto

Carta às crianças

Tentem não crescer, mas se não conseguirem, ao menos, não aprisionem nunca a criança em vós. Libertem-na de vez em quando.
  • 0
  • 0
Por António Marinho e Pinto|01.06.15
  • partilhe
  • 0
  • 0

Olá, crianças de Portugal! Escrevo-vos para vos saudar, neste vosso dia, e para me solidarizar convosco pelas incompreensões de que sois vítimas por parte dos vossos pais. Peço-vos que tenhais paciência com eles, pois, apesar de gostarem de vós, têm um grande defeito: são adultos. Para estes, as crianças nunca têm razão e têm de ser sempre muito educadinhas, isto é, domesticadas e amestradas a fim de se tornarem normopatas bisonhos como eles (a normopatia é a pior doença dos adultos saudáveis).

Têm a mania que sabem tudo e nunca perguntam nada pois não querem corrigir a ignorância mas escondê-la. Eles acham que tudo o que vós fazeis está errado, tudo o que quereis faz mal ou é pecado e tendes de andar vestidinhas como bonecas com aquelas roupas pirosas a que eles acham graça. Tendes também de ir dormir cedo e de acordar cedo porque eles não percebem que deitar cedo e cedo erguer dá... cabo das crianças (e nem a eles faz bem).

Tentem não crescer, mas se não conseguirem, ao menos, não aprisionem nunca a criança em vós. Nem que seja às escondidas, libertem-na de vez em quando com risadas bem esticadas, indomável vontade de brincar e infinita alegria de viver. Façam como um grande poeta português que dizia que o melhor do mundo são as crianças e só era poeta e grande porque nunca deixou de ser criança e brincava como ninguém com coisas sérias.

Só há uma coisa boa nos adultos. Com a idade ficam lúcidos de mais para continuarem adultos e passam a idosos, tornando-se, em regra, avós. Os adultos dizem que eles entraram na terceira idade, mas entraram na segunda infância, pois, como já não tinham mais pachorra para serem adultos, voltaram a ser crianças. Os adultos acham-nos ridículos pois não entendem que só se é verdadeiramente avô quando se é ridículo com os netos.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)