Golo do Fisco

Miguel Alexandre Ganhão

Golo do Fisco

O que leva os super-ricos a não quererem pagar os tributos exigido por lei? O facto de continuarem a querer ser ricos, obviamente.
  • 0
  • 2
A bola não se dá bem com as Finanças. Jogadores, treinadores e empresários teimam em tentar ludibriar a administração fiscal, mas desta vez foi a equipa dos impostos que marcou golo. O que leva os super-ricos a não quererem pagar os tributos exigido por lei? O facto de continuarem a querer ser ricos, obviamente.

Ninguém nega que é desagradável para alguém que ganha 10 ou 20 milhões de euros por ano ter de dar metade do seu rendimento ao Estado. É assim em todo o lado. Voltamos à hipócrita discussão do planeamento fiscal, trazida este ano a terreiro pelos ‘Panama Papers’. A constituição de sociedades offshore e a existência de paraísos fiscais é anunciada abertamente em sites e publicações internacionais.

O prestígio da Mossack Fonseca foi construído ao longo de anos, através do aconselhamento fiscal para presidentes, chefes de governo e estadistas internacionais. Não vale a pena propor soluções ingénuas. O combate entre a fuga ao Fisco e a cobrança de impostos existirá sempre. E quem quer jogar esse jogo tem de aceitar os riscos.

Entre os milhões desviados e a reputação manchada é um campeonato que continua a ser jogado em todo o Mundo. O resultado está em um a zero para os cobradores do Estado.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)