Árbitros adeptos

Paulo Andrade

Árbitros adeptos

Quero árbitros juízes, não árbitros adeptos. E eles existem.
  • 0
  • 0
Por Paulo Andrade|14.01.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Ter capacidade de autocrítica é essencial para conseguirmos melhorar a nossa performance.

Não posso deixar de ter a mesma opinião em relação ao meu clube. Mas desta premissa não pode resultar o branqueamento do que se passa na arbitragem. A paixão envolve o futebol. Assumem-se por vezes decisões incorretas, originadas pelo impulso clubista. Grave se acontece com árbitros. Quero árbitros juízes, não árbitros adeptos. E eles existem.

Em prol da tão apregoada transparência, temos de conhecer as percentagens por clube dos 24 árbitros e dos árbitros assistentes. E quem afirma que não é adepto dos três grandes.

O que se passou na época passada no Feirense-Sporting B foi inacreditável. Medidas drásticas face ao que sucedeu? Nenhuma.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)