Sub-categorias

Notícia

Polícias em luta

Paulo Rodrigues

Polícias em luta

Esperamos há um mês por respostas do Governo a questões urgentes.
  • 0
  • 210
Por Paulo Rodrigues|27.05.17
No passado dia 20 de abril, a ASPP/PSP entregou ao primeiro-ministro um documento com um conjunto de problemas existentes na PSP cuja resolução é de caráter urgente.

Referimos que não podíamos esperar eternamente por respostas do Governo. Não só porque já aguardamos há muito, mas porque a falta de resolução de algumas questões está a pôr em causa a vida profissional dos polícias e a estabilidade da PSP. Ainda assim, a ASPP/PSP não teve, até agora, resposta do Governo. Um sinal da desvalorização destes problemas e dos profissionais.

Afinal, eram só palavras. Os polícias são cada vez mais solicitados para o serviço, é-lhes exigida cada vez mais dedicação, mais horas de trabalho, são obrigados a fazer serviços gratuitos para entidades privadas, é-lhes pedido que façam mais com cada vez menos, exigem-lhes que façam trabalho para encher as estatísticas, retiram-lhes cada vez mais direitos e acrescentam cada vez mais deveres. Mas do Governo temos sempre simpáticas palavras nos dias de cerimónia, que não resolvem problemas.

Nesse sentido a ASPP/PSP agendou uma manifestação para 28 de junho, onde os polícias irão, certamente, expressar descontentamento face à postura do governo.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)