Sub-categorias

Notícia

A leste...

Pedro Mourão

A leste...

Justiça aos juízes que vão dando a sua experiência e voz publicamente.
  • 0
  • 0
Por Pedro Mourão|20.05.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Os magistrados brasileiros – que no Brasil são os juízes –, num seminário organizado pelas respetivas escolas estaduais vão debater ‘Soluções para o Brasil voltar a crescer’. No Brasil, as escolas da magistratura e os juízes não se preocupam apenas com questões corporativas ou exclusivamente jurídicas, dando o seu contributo de cidadania.

Os juízes são profissionais qualificados que, até pela especificidade do seu múnus, acabam por ter uma visão privilegiada da sociedade. Entre nós e como teimamos andar de venda, não se colocam os olhos nos bons exemplos. Independentemente de a Associação dos Juízes há muito ter partido para parte incerta e os futuros juízes andarem pela pós-graduação, um qualquer debate interno sobre temáticas sócio-políticas parece criar urticária.

Subsiste a temerosa confusão de que, não podendo os juízes ter atividades partidárias públicas, inibe-os de refletirem sobre questões de natureza política, com se fossem acéfalos, quando tal é discutido por um qualquer nos mais diversos fóruns. Justiça se faça a juízes que, individualmente e fora de contextos institucionais, vão dando a sua experiência e voz em intervenções cívicas.

É desejável que a judicatura se liberte de cinzentismos congénitos desde logo contraídos na génese formativa e contribua para uma vivência social mais justa.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)