E Costa agradece

Raul Vaz

E Costa agradece

A ministra não encontra explicação além do fenómeno anómalo.
  • 0
  • 0
Por Raul Vaz|30.06.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
No processo de passa-culpas em curso (a Proteção Civil acusa o SIRESP, a GNR acusa o Governo, o Governo acusa a Proteção…), ela chora. Ela, a ministra que não encontra uma explicação além do "fenómeno muito anómalo" que explica tudo e nada. E sendo assim, a ministra chora. Lágrimas que correm num tempo de amolecer a dor. O povo gosta, o pranto dá jeito a quem a seu tempo agradecerá o esforço de Constança Urbano de Sousa, corrigindo um erro de ‘casting’.

Quem não tem emenda é Passos Coelho: dizem-lhe o que quer ouvir e ele acredita. Pior: faz do desejo uma verdade absoluta. Foi assim quando se convenceu – provavelmente seguindo a intuição da sua ministra das Finanças – de que o diabo vinha em 2016, provando que a política económica do Governo era um desastre.

O défice ficaria "confortavelmente" acima de 2,5%. O diabo ficou em casa e fez a vida de Passos num inferno. Agora, quando a tragédia lhe tinha oferecido força para o combate político, deixou-se levar num impulso de vontade. E num pé de orelha fatal, escorregou num hara-kiri desnecessário. A palavra usada deveria ser, no contexto, evitada. Sendo falsa teve efeito boomerang. António Costa vai agradecendo: tanto à sua ministra como ao líder da oposição.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)