Queridos, vou mudar a loja

Sérgio Pereira Cardoso

Queridos, vou mudar a loja

"Com uma máscara a esconder o rosto, terminou o buraco e entrou na ourivesaria."
  • 0
  • 1
Por Sérgio Pereira Cardoso|18.09.16
  • partilhe
  • 1
  • 0

Barbudo e bem disposto, apresentou-se aos novos vizinhos. Tinha acabado de alugar uma loja no rés do chão de um edifício em Valpaços e queria avisar os moradores do prédio e o dono da ourivesaria da porta ao lado de que iria realizar obras naquele espaço. "Vou fazer um bocadinho de barulho", alertou o homem.

Ainda não se sabia, mas estávamos perante um potencial génio da ladroagem, digno de uma película de Hollywood ao estilo de ‘Ocean’s Eleven’. É que Carlos, de 31 anos, tinha tudo planeado. Analisou a Ourivesaria Videira e percebeu que estava uma loja contígua desocupada. Alugou-a e desenvolveu rapidamente amizades. "Dizia que era de Braga e que ia fazer obras para ter um local onde guardar baterias", contou um dos vizinhos de cima.

Não se ficou a saber o tipo de baterias em causa, mas que o homem estava já a dar música, lá isso estava. Forrou os vidros com jornais e começou a intervenção no estabelecimento. O seu projeto, claro, incluía a construção de um buraco que lhe permitisse aceder à loja ao lado. Já depois de dias de intensa martelada, deixou tudo pronto para a hora de almoço de 4 de março do ano passado.

Como habitual, o ourives fechou pelas 12h00. Carlos acertou o relógio. Sabia o tempo que tinha. Com uma máscara a esconder o rosto, terminou o buraco e entrou na ourivesaria. Quer dizer, entrou no WC da ourivesaria, o qual, grande azar, até tinha a porta fechada. Solução: fazer um novo buraco, desta vez numa obra mais simples e rápida – a parede era em pladur.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)