As coisas que ele esquece

Tiago Rebelo

As coisas que ele esquece

Ele tem ideia de que há uma data qualquer importante na semana seguinte e bem gostava de saber o que é
  • 0
  • 0
Por Tiago Rebelo|13.07.15
  • partilhe
  • 0
  • 0
As coisas de que ela se lembra não têm nada a ver com as coisas de que ele se lembra. Ele pensa nisto e ocorre-lhe que esta frase podia ser o título da história do seu casamento.
Ela diz-lhe: Não te esqueças de que hoje vamos jantar aos meus pais.
Ele responde: Ãh? Ah, sim, claro que não me esqueço.
Ela, aborrecida: Pois não, já te tinhas esquecido! És incrível, disse-te só umas cinco vezes.
Ele despede-se apressadamente e sai de casa, sem lhe dar oportunidade para lhe atirar mais umas quantas frases carregadinhas de censura, a última das quais seria, inevitavelmente: Não ligas nenhuma ao que te digo.
Entra no carro, a caminho do escritório, a perguntar-se porque é que ela dá tanta importância a que não se esqueça de tudo o que lhe diz. Recomendação ultra-prioritária a si mesmo: Não se esquecer do jantar em casa dos sogros. Mas logo a seguir recebe um telefonema, vai até à empresa a conversar em alta voz e não se lembra mais do jantar, até a mulher lhe ligar para o escritório. Olá, querida, vou chegar um bocadinho atrasado. E ela diz que são quase oito da noite e os seus pais estão à espera. Um alarme toca na cabeça dele! Tens razão, diz, vou sair já.
Chegam atrasados, ela amuada, os pais dela nem por isso.
Ele tem ideia de que há uma data qualquer importante na semana seguinte e bem gostava de saber o que é. Até ela lhe lembrar que fazem anos de casados. Sete. Este ano, pela primeira vez, quer ver se não se esquece e se a surpreende com um ramo de flores, ou outro presente que a faça feliz.
Ela não entende como é possível ele nunca se lembrar dos compromissos e das datas importantes. Fica exasperada e triste, com a impressão de que não são realmente importantes para ele. Bem, de facto, não são, mas ele não mede o amor por estas… insignificâncias. Já ela, procura sinais do interesse dele nestes pequenos grandes pormenores.
Ela chega a casa e conta-lhe com entusiasmo todas as peripécias do seu dia de trabalho. E tu, alguma novidade? Pergunta-lhe depois. Encolhe os ombros e responde: Nada de especial, pois não lhe ocorre nada de significativo para relatar. Enfim, a terça-feira foi praticamente igual à segunda.
Os pensamentos dela ao longo do dia são completamente diferentes dos dele. No entanto, ele lembra-se dela muito mais vezes do que possa imaginar, só que não lhe diz. De qualquer modo, já colocou um alarme no telemóvel para não se esquecer dos anos de casados. Vai reservar mesa num restaurante e surpreendê-la. Na semana que vem, não falha.
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)