“Enfermeiro morreu a ajudar camarada”

José Carlos Marques

“Enfermeiro morreu a ajudar camarada”

Chegámos ao lago Niassa no momento em que a guerrilha começou a atuar na região. Tentávamos ajudar as populações
  • 0
  • 0
Por José Carlos Marques|19.07.15
  • partilhe
  • 0
  • 0
“Enfermeiro morreu a ajudar camarada”
Fotografia de grupo da Companhia de Caçadores 1478 , em Maniamba

A minha incorporação na tropa começou logo da pior maneira. Em 1964, fui integrado na Marinha, por erro administrativo. Após uma série de incidentes burocráticos, acabei por ingressar no Exército só no ano seguinte. Fiz a recruta no CICA de Coimbra, onde me especializei em condução auto, e depois passei pelo Regimento de Cavalaria 6, no Porto, e depois pelo Hospital Militar, naquela cidade. Em outubro,  o nosso batalhão foi mobilizado para as três frentes de batalha: Angola, Guiné-Bissau e Moçambique. À nossa companhia, a C. Caçadores 1478, coube o destino de Moçambique, para onde partimos de barco em outubro de 1965.

As minhas funções na companhia eram as mais diversas. Supostamente, deveria concentrar-me na condução dos Unimog e Berliet que levávamos pela primeira vez para Moçambique, mas, como havia muitos camaradas que não sabiam ler nem escrever, fiz todo o tipo de serviço. Participei nas missões da psicossocial, em que procurávamos ‘ganhar’ as populações nativas para o nosso lado. Inicialmente, a companhia foi colocada na região de Maniamba, no Norte de Moçambique, junto ao lago Niassa. A nossa chegada coincidiu com o início da atividade da guerrilha nesta zona. Fazíamos muitas deslocações aos quartéis de Metangula, Meponda ou Mandimba, sempre com receio das minas que os guerrilheiros colocavam nas picadas.  

 

A fazer casamentos 

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)