Sub-categorias

Notícia

No bom caminho

Fernando Medina

No bom caminho

Os dados do crescimento económico têm vindo a melhorar há vários trimestres, o desemprego está a descer de forma consistente.
  • 0
  • 207
Por Fernando Medina|17.05.17
O INE acaba de anunciar que a economia portuguesa terá crescido 2,8% nos primeiros três meses do ano, face ao mesmo período do ano passado. É indiscutivelmente uma excelente notícia para o país. Há cerca de uma década que Portugal não produzia a ritmos semelhantes, mesmo antes da crise que provocou a grande recessão no mundo ocidental.

Duas razões sustentam o otimismo sobre este crescimento. A primeira é que não se trata de um indicador isolado. Os dados do crescimento económico têm vindo a melhorar há vários trimestres, o desemprego está a descer de forma consistente (não por causa da emigração, como no passado recente, mas graças à criação de mais de 140 000 empregos no último ano), e os dados setoriais da construção ou do turismo são positivos. Os vários indicadores apontam para que estejamos a entrar num novo ciclo de crescimento sustentado.

A segunda razão para otimismo é que estamos a crescer mais com base nas exportações líquidas (para o que muito contribui o turismo e os serviços) do que na procura interna. Contra a crença de muitos, o crescimento da economia não está a ser acompanhado do aumento do défice externo e apresenta, no atual contexto, condições mais sustentáveis.

É evidente que ainda há muito caminho a fazer, que os riscos internos e particularmente externos à nossa economia são bem reais e que vivemos num período de taxas de juro anormalmente baixas. E é evidente acima de tudo que a Europa está bem longe de resolver de forma categórica a crise institucional e política da moeda única e do futuro da construção europeia.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)