Sub-categorias

Notícia

Por Luís Campos Ferreira|19.05.17
  • partilhe
  • 0
Sem nunca ter caído no goto das elites, Trump ganhou as eleições. Sou dos que não o admiram mas também não o detestam por preconceito.

O presidente dos EUA tem falhas de temperamento e bolhas de ignorância. Quer baixar os impostos e lançar um ambicioso programa de infraestruturas públicas. Quer crescer 3,5% do PIB. Os mercados reagiram bem… mas está a demorar a concretizar. Trump constituiu uma excelente equipa nas áreas da economia, da segurança e dos negócios estrangeiros. Moderada. O genro é preparado. Nova-iorquino, moderno. Mas não chega para suster as violentas críticas à Administração. Demitiu o diretor do FMI para obstruir a investigação à combinação com os russos.

Em Washington, circula a informação que houve e há conversas. Mas, por outro lado, atacou a Síria e concretizou o acordo sobre o nuclear com o Irão. Os russos não gostaram. Trump é, assim, um concentrado de contradições. Os Republicanos têm eleições em novembro de 2018. Se Trump cair nas sondagens para os 25 ou 30% pode perder o seu apoio.

Os Republicanos não querem contágios negativos. Só assim pode haver a abertura de um processo de ‘impeachment’.  Não confio em Trump mas também não alinho no anti-trumpismo primário. Às vezes, parece que estão bem uns para os outros.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)