Sub-categorias

Notícia

Por Francisco José Viegas|14.07.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
O mito de Lula como herói do povo não tem pés de barro: ele é mesmo herói do povo - há muito tempo foi parte dele, fala a sua língua e imita-o nos seus defeitos, o que não garante a santidade de ninguém, muito menos de um homem que deixa atrás de si aquele rasto.

Nada me fascina na figura. É um apedeuta, orgulhoso da sua ignorância, falando contra "as elites" de que dependeu e que o apaparicaram.

Quando era dirigente sindical, a Odebrecht pagou-lhe para cancelar greves. Quando era presidente, fingiu ignorar tudo o que se passava à sua volta - uma malha de corrupção que envolveu o governo e o seu partido, transformado num instrumento de domínio da sociedade e do Estado.

Num país de pobres humilhados por uma das classes de ricos mais imbecis do mundo, o PT prometia ética e justiça; Lula distribuiu riqueza, permitiu e desculpou a corrupção como nunca na história do país (veja-se o Mensalão), julgando-se acima da lei.

Ontem, alguns "intelectuais & artistas" manifestavam o seu protesto queixando-se da justiça. Como de costume, não esqueceram nada, não aprenderam nada.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)