Sub-categorias

Notícia

A dormir na forma

Alexandre Pais

A dormir na forma

Nos tempos que correm, a espada é a palavra.
  • 0
  • 0
Por Alexandre Pais|15.07.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Não fosse o trabalho da comunicação social e Pedrógão Grande seria pouco mais que um marco pintado de novo, na berma da estrada. E é bom que o foco dos média se mantenha na região mártir do centro do país, para que a vontade política não ceda à modorra do tempo.

Este fenómeno, que já não é de agora, não o entenderam ainda os militares, que há pouco responderam a novas desconsiderações do poder com a marcação de uma ‘manif’ do reumático para Belém e ameaçaram com a deposição das espadas, como se estivéssemos no tempo da Maria Cachucha.

E bastou a oportuna coincidência da detenção dos suspeitos de corrupção nas messes da FA para os fazer recuar.

Com o decurso dos anos, os militares foram perdendo a capacidade de intervenção em jornais e televisões – onde até ao início do milénio surgiam regularmente – que esse é o campo próprio para pressionar quem manda, mas também para esclarecer a opinião pública da importância do papel que lhes cabe e das dificuldades com que lutam. E para denúncia das humilhações a que tentam sujeitá-los.

Nos tempos que correm, a espada é a palavra. E a opção é simples: ou aprendem a comunicar e recuperam o lugar na tribuna dos dias ou continuarão, como hoje, a dormir na forma.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)