Sub-categorias

Notícia

Blog

Francisco José Viegas

Blog

O admirável mundo novo lusitano rejubilou porque, a acreditar na primeira página do ‘Expresso’, uma avó irá dar à luz um neto.
  • 0
  • 1
Por Francisco José Viegas|14.08.17
  • partilhe
  • 1
  • 0
O admirável mundo novo lusitano rejubilou porque, a acreditar na primeira página do ‘Expresso’, uma avó irá dar à luz um neto, ou seja, será ‘portadora’ (termo é letal) de uma criança para a sua filha, que não pode engravidar.

A ideia não me enternece. Há crianças abandonadas pelo mundo fora e os números portugueses dão conta de estatísticas que devíamos baixar: repito, crianças abandonadas pelos seus progenitores.

A maior parte deles é entregue às instituições sociais do Estado e podem vir a ser, ou não, adotadas por famílias desde muito cedo.

Compreendo o que dizem ser as ‘alegrias da maternidade’ e, à distância, entendo (mas não o partilho como um valor absoluto) o desejo de perpetuar o património genético de uma família através de uma criança gerada no laboratório ou no ventre de uma barriga de aluguer.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)