Sub-categorias

Notícia

O Manicómio

Francisco Moita Flores

O Manicómio

A criatura que faz de ministro da defesa até na inexistência de crime acredita.
  • 0
  • 332
Por Francisco Moita Flores|17.09.17
A memória dos homens é cada vez mais curta. A voragem da informação impele ao rápido esquecimento, à diminuição da atenção crítica, ao abandono de problemas, rapidamente ultrapassados por primeiras páginas que levantam novos problemas e novos focos de atenção.

O esquecimento torna-se, assim, a arma mais poderosa de oportunistas, irresponsáveis e de mais uma corte de criaturas de imputabilidade duvidosa que induzem, naqueles que têm memória, a dúvida se estamos num país ou num manicómio.

O assalto aos paióis de Tancos deu brado. Ofuscou, até, o noticiário sobre a terrível tragédia de Pedrógão Grande.

Não admira. O crime punha em causa a soberania do Estado, a nossa segurança coletiva, o prestígio do País.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)