Sub-categorias

Notícia

A demissão da América

Francisco J. Gonçalves

A demissão da América

O presidente Obama disse em 2014, no calor do conflito ucraniano, que a Rússia de Putin é uma potência regional.
  • 0
  • 8
Por Francisco J. Gonçalves|13.11.17
  • partilhe
  • 8
  • 0
O presidente Obama disse em 2014, no calor do conflito ucraniano, que a Rússia de Putin é uma potência regional. Repetida agora, a frase perde o caráter de provocação e mais parece um ‘exorcismo’. Vladimir Putin está a fazer da Rússia um poder global, ao passo que os EUA de Trump se encolhem.

A Rússia intervém em todas as partes do Mundo, da Síria à Venezuela, com escalas na Coreia do Norte e passagens mal disfarçadas nos conflitos europeus, das derivas autoritárias na Polónia e na Hungria, ao Brexit e ao nacionalismo catalão.

A Rússia de Putin terá igualmente ajudado a eleição de Trump, que agora lhe estende a carpete vermelha para ocupar no mundo o papel que os EUA deixam vago.

O novo presidente dos EUA prometeu recuperar a grandeza americana, mas faz o oposto. Retirou o país de acordos internacionais no comércio, no desarmamento e no clima e abdicou da defesa dos direitos humanos e da democracia.

Ao fazê-lo, faz cair a influência internacional dos EUA e nessa queda vamos todos, dependentes que estamos do ‘império’ americano.

Um destes dias acordamos num mundo órfão dos valores de justiça, liberdade e saber que ditaram o domínio ocidental no mundo. E depois?

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)