Sub-categorias

Notícia

Por Francisco Moita Flores|19.06.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Meu caro Valdemar. Há 40 anos que somos amigos e conheço a tua bondade, o afecto que nutres pelos teus. Depois de 40 anos na PJ, não quiseste deixar de servir e regressaste a Pedrógão Grande, o ninho onde habitavas sempre, fosse longe ou perto, como agora, quando és o presidente de Câmara dessa inditosa comunidade. Tinhas um abraço e um sorriso à espera.

Agora, hoje, vejo-te na televisão, continuas com o mesmo abraço mas os teus olhos são feitos de lágrimas.

Compreendo. Choras pelos teus. Sempre foste mais do que um funcionário e muito mais do que um político. É difícil imaginar-te no meio de tantos mortos, de tanto sofrimento. Deixo-te o velho e solidário abraço!

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)