Sub-categorias

Notícia

Agir é obrigatório

Editorial CM

Agir é obrigatório

As crianças não vacinadas trazem em si um risco de morte própria e para a saúde pública.
  • 0
  • 0
Por Editorial CM|20.04.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
Agir é obrigatório
Foto Nuno Costa
A infeliz menor que se tornou a primeira vítima mortal feita pelo sarampo, nesta fase de risco causado pela não vacinação, é um vibrante grito de alerta.

Inês não terá sido vacinada por decisão de um profissional de saúde - versão da família. Seja por que for, Inês não estava imunizada contra o sarampo. Porém, como acontece em milhares de outros casos atuais, quase todos na classe média e média alta, a menina pôde frequentar escolas, ou qualquer outra atividade coletiva do seu interesse.

As crianças não vacinadas trazem em si um risco de morte própria e para a saúde pública.

Não deve caber aos pais a decisão de vacinar as crianças contra as doenças mais graves, como não cabe aos pais a decisão sobre se os seus filhos devem, ou não, aprender a ler. Podem, ou não, viver.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)