Sub-categorias

Notícia

Por António Jaime Martins|11.10.17
Após uma vivência de mais de 40 anos em democracia, o nosso país continua a ter uma taxa baixíssima de consciência cívica dos cidadãos e empresas.

Temos, ainda hoje, embora não me atrevendo a dizer mais que nunca, uma longa lista de incumpridores intencionais em tudo.

Não respeitam sinais de trânsito, não pagam a fornecedores, não pagam rendas, pura e simplesmente não honram nenhum dos compromissos que assumem.

Diga-se que em matéria de atraso no pagamento a fornecedores, o exemplo do Estado é absolutamente deplorável, gerando uma cadeia de incumprimentos nos particulares que dependem desses pagamentos para honrarem os seus compromissos.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)