Sub-categorias

Notícia

Há mais escândalos nos negócios da eletricidade além das rendas abusivas, que levam uma parte significativa da fatura paga pelos consumidores.

Nos últimos tempos milhares de portugueses foram vítimas de burlas com vendas agressivas, que levaram milhares de pessoas a sair do mercado regulado, amedrontados com a ameaça de ficar sem abastecimento elétrico e foram aliciados a sair para o mercado livre, onde hoje pagam uma fatura muito superior.

O problema é que têm de cumprir pelo menos um ano de contrato. As vítimas destes esquemas são sobretudo idosos, pessoas com menos acesso à informação, com menos capacidade de se defender. Cabe às autoridades competentes terminar rapidamente com estas fraudes  e defender os cidadãos em situação mais vulnerável.

É fundamental que continue a existir um mercado regulado com condições básicas que impeçam os cidadãos de ficarem sequestrados por interesses manhosos. E têm de haver medidas extraordinárias que permitam a reversão dos contratos que penalizem os consumidores.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)