Conduta contraditória

Conduta contraditória

Marinho Pinto prescindiu de ser bastonário da OA há já algum tempo e obcecou-se com a defesa do primeiro-ministro, expondo uma tendência beatificadora do poder político que contrasta com a veia polemista que o afamou.
  • 0
  • 0
10.03.10
  • partilhe
  • 0
  • 0
Conduta contraditória

Na sua cruzada socrática, Marinho Pinto confundiu os interesses da OA com simpatias governamentais. Até publicou um panegírico de Sócrates no Boletim Oficial da OA. Agora, numa táctica demasiado antiga, é ele mesmo quem denuncia a promiscuidade entre Justiça e política – apesar de ser a imagem de marca desse dislate.

A coisa agravou-se já que um cérebro privilegiado (que alguém, distraído, içou a secretário de Estado) quis negar a acusação mas só a confirmou. Alberto Martins tem uma tarefa cada vez mais difícil pela frente. 

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)