Sub-categorias

Notícia

Por João Pereira Coutinho|12.11.17
Escrevi ontem que a esquerda tinha duas jóias na sua coroa: a saúde e a educação, ou seja, a legionela e as cantinas putrefactas. Esqueci-me da cultura. Deus não dorme.

Segundo leio, houve jantarada da Web Summit no Panteão Nacional. Deixemos os aspectos macabros da escolha para a psiquiatria. Fiquemos pelo primeiro-ministro, que ficou ‘indignado’.

Aliás, o Dr. Costa não ficou apenas ‘indignado’; ele prometeu alterar o despacho do anterior governo que autoriza estes saraus. Faz sentido: para explicar um jantar entre mortos, era preciso atirar com as culpas para um morto político.

Pena que a manobra do Dr. Costa não responda ao essencial: quem, de entre os vivos, autorizou o jantar?

Mistério. E não será de excluir que, na melhor tradição do governo, as responsabilidades também fiquem enterradas no grande panteão das mentiras.

Pior do que jantar entre mortos é governar para mortos-vivos.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)