Sub-categorias

Notícia

Génios

João Pereira Coutinho

Génios

Sazonalmente, um filme português lá ganha um prémio no ‘estrangeiro’. Exulto sempre. E penso: agora, haverá um investidor internacional disposto a apostar no génio de Miguel Gomes ou João Salaviza.

  • 0
  • 0
Por João Pereira Coutinho|12.05.12
  • partilhe
  • 0
  • 0
Génios

É esperança que dura pouco: passam-se dias, semanas, meses - e, tirando umas citações da imprensa internacional, os nossos génios lá voltam para a pátria, de chapéu na mão, em busca do dinheiro público. Triste sina. E contraditória também: se os prémios que os nossos cineastas ganham têm algum significado real, isso devia traduzir-se em coisas mais tangíveis. Como, por exemplo, diversificação das fontes de investimento - aconteceu com qualquer grande ‘autor' da história do cinema.

Se, pelo contrário, os prémios significam pouco, ou nada, não se percebe a fanfarra em torno deles. E, já agora, a deslocada vaidade com que são usados para chantagear a caridade do Estado.

Metidos no prego, desconfio que os prémios do cinema português rendiam mais.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)