Sub-categorias

Notícia

Jornais, bancos e diplomacia

Miguel Alexandre Ganhão

Jornais, bancos e diplomacia

José Soeiro trabalha no Grupo Coba, que já pertenceu a Carlos Silva e agora é de Lopo do Nascimento, ex-pm de Angola.
  • 0
  • 11
A operação Fizz, que envolve o ex-vice-presidente de Angola, Manuel Vicente, acusado de ter corrompido o procurador Orlando Figueira, assumiu nos últimos dias contornos inusitados.

A saber: um dos arguidos, o advogado Paulo Blanco, veio dizer na sua contestação que quem ofereceu emprego ao procurador Figueira foi Carlos Silva, vice-presidente do Millennium/BCP e presidente do Banco Privado Atlântico (BPA), e quem fez o contrato foi Daniel Proença de Carvalho, presidente Global Media.

Acontece que Proença de Carvalho e Carlos Silva são sócios na InterOceânico, que detém 4% do Millennium/BCP.

Na semana passada, José Pedro Soeiro, identificado como "um investidor residente em Londres", entrou como investidor no Grupo Global Media, presidido por Proença de Carvalho.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)