McCain: herói do nosso tempo

Carlos Moedas

McCain: herói do nosso tempo

John McCain fazia questão de atacar os seus adversários apenas e só nas suas ideias e não na sua personalidade.
  • 0
  • 0
Por Carlos Moedas|31.08.18
  • partilhe
  • 0
  • 0
Vivi nos EUA no final dos anos 90 e lembro-me como se fosse hoje o caminho para as controversas eleições presidenciais de 2000, em que George W. Bush ganhou a presidência americana. Hoje poucos se lembram que nas primárias do partido Republicano, John McCain também estava na corrida e ficou em segundo lugar.

John McCain era realmente um político diferente.

Primeiro, fazia questão de atacar os seus adversários apenas e só nas suas ideias e não na sua personalidade. Muitos atacavam George W. Bush pelo seu passado de alcoolismo ou mesmo pondo em dúvida a sua inteligência. McCain, ao contrário de muitos, mesmo dentro da sua campanha, apenas atacou o seu projeto político. A sua ideia era simples e parecia-me tão óbvia. Há demasiado dinheiro e lobby em Washington e isso influencia negativamente as decisões políticas e leva à corrupção do sistema. Essa era a sua bandeira.

Muitos anos depois, quando enfrentou Obama nas eleições de 2008, estava num comício com os seus apoiantes quando uma apoiante lhe disse que não confiava em Obama porque ele era um árabe. Ele imediatamente muda de feições, baixa os olhos e pára de sorrir, e pegando de volta o microfone diz de forma firme: "Não, minha senhora, não, não minha senhora, ele é um homem decente, um homem de família com o qual eu tenho pontos de desacordo em temas fundamentais e esta campanha é apenas sobre isso".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)