Sub-categorias

Notícia

Meditações sobre o matrimónio em geral

António Sousa Homem

Meditações sobre o matrimónio em geral

Ser celibatário transformou-me num observador – embora discreto – da vida alheia.
  • 0
  • 0
Por António Sousa Homem|11.08.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
O meu sobrinho Pedro, como avisei os meus benevolentes leitores, casa este mês. Isabelle, a noiva, que chegou da Holanda na semana passada, já está instalada neste eremitério de Moledo com o argumento de que quer preparar-se para a romaria da Senhora da Agonia, de Viana, onde pretendia ir vestida de mordoma.

Avisámo-la de que não seria o traje mais apropriado e movemos influências para conseguir o de noiva minhota, que lhe vai bem com a pele de jovem da Frísia, a parte mais gelada do reino da Holanda (ela nasceu em Ameland). O meu sobrinho repete que só um marido tolerante está disponível para a acompanhar, desde que vestido de bermudas e sandálias.

A cerimónia do casamento será em Ponte de Lima. Parte dos casamentos da família (a melhor parte, insiste a minha sobrinha Maria Luísa) decorreu em Ponte de Lima e a festa ocupou o velho casarão de onde os meus antepassados viram o mundo mudar para lá das montanhas verdes do Alto Minho enquanto, dentro de portas, se conservavam todos os retratos anteriores às várias revoluções dos últimos dois séculos.

Ontem, ao jantar, o meu sobrinho Pedro declarou-se desiludido com a noiva; segundo ele, casar com uma súbdita holandesa implicava que ela viesse da Haia com um vestido de folhos, tamanquinhas e tranças loiras – e não disposta a fardar-se para as festas de Viana a fim de ouvir acordeões e comprar cutelarias. Todos rimos com bonomia, considerando que os casamentos já não são como eram.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)