Sub-categorias

Notícia

Papa e Salvador

Miguel Guimarães

Papa e Salvador

O papa e o Salvador transmitiram um novo ânimo a Portugal.
  • 0
  • 0
Por Miguel Guimarães|18.05.17
  • partilhe
  • 0
  • 0
O Papa Francisco deu uma enorme alegria aos portugueses. Milhões de portugueses, crentes e não crentes. Fátima encheu para o receber, em demonstração de fé e de liberdade.

O círculo fechou-se e o país parou e cresceu. O apelo daquele que representa hoje o pensamento universal foi muito forte. Ninguém ficou indiferente. Perante a coragem de apontar caminhos, de desmontar dogmas, de confrontar ideias, de aproximar conhecimentos. A sua intervenção dedilhou a simplicidade divina. E perante a sua presença algo de novo aconteceu.

Ainda que num mundo diferente o Salvador emergiu. De apelido Sobral, e numa voz suave e angélica acompanhada de um bailado manual e musical, encantou o festival da canção. Acreditou que era possível e venceu. E tal como o Papa Francisco reforçou e devolveu a esperança aos portugueses. A esperança em acreditar no futuro. Em que é possível vencer e ser diferente. Ser melhor pessoa. E em que a confiança é uma aliada poderosa. O Papa e o Salvador transmitiram um novo ânimo a Portugal.

Na Saúde, a greve dos médicos foi o prenúncio. Um sinal de esperança. De que é possível fazer mais e melhor pelas pessoas. E que os políticos não podem ignorar.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)