Sub-categorias

Notícia

Por Reginaldo Rodrigues de Almeida|18.05.17
  • partilhe
  • 35
  • 0
Fazer a árvore genealógica, com recurso aos motores de busca, está na moda e é uma atração para muitos que, através do rasto dos seus antepassados, pretendem perpetuar nas gerações futuras as realidades vividas. Mas, nas autoestradas da informação, crescem também outras estranhas pegadas digitais que ganham uma força diabólica e que podem ser fatais.

Se a internet é uma poderosa ferramenta para os que se dedicam à genealogia, também o é para quem quer devassar a vida privada de alguém só por curiosidade ou necessidade de conhecer determinado perfil.

Um exemplo infeliz é a moda de fazer sexo em público, deixar-se filmar e, pasme-se, saber que o objetivo é disponibilizar o vídeo online.

Ora, porque ninguém consegue controlar a informação, também esta aberrante "genealogia digital" ficará para sempre disponível para família, amigos e, claro, para os que gostam menos... Nem é necessário equacionar a prudência em chegar a um cargo público e ter a vida escrutinada ao detalhe.

Basta saber que qualquer empregador também avalia com base no registo digital. Deus até pode perdoar, a internet nunca!

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)