Sub-categorias

Notícia

Pressentimentos

Padre António Rego

Pressentimentos

A nossa vida não é uma banalidade nem somos fruto dum acaso.
  • 0
  • 8
Por Padre António Rego|14.07.17
  • partilhe
  • 8
  • 0
Temos trabalho para a vida inteira: procurar a verdade. Entro numa biblioteca. Vejo milhares de objetos – livros - que são procuras e encontros da verdade. Vejo uma multidão reunida, enchendo uma praça, e penso o mesmo: a procura da verdade.

Parece excessivamente óbvio para ser real, ou para ser verdade. Anda paredes meias com a felicidade que demandamos, mesmo quando batemos em porta errada. Por ela vendemos tudo, até a própria liberdade.

Não somos livres em procurá-la. É aqui que se joga a nossa vida que pode ser uma mentira da porta para fora, mas nunca o será para nós mesmos. É o nosso grande segredo.

Vamos no carro, abrimos o rádio, ouvimos discursos, teorias, políticas, sermões, propostas de bem- -estar com a aquisição de objetos do mais esquisito teor. Multiplicam-se as sentenças, os debates, as propostas, os negócios, os divertimentos, as artes, as expressões de fé.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)