Sub-categorias

Notícia

Proteção falhou

Editorial CM

Proteção falhou

Nunca um fogo em Portugal matou tanta gente.
  • 1
  • 10
Por Editorial CM|19.06.17
  • partilhe
  • 10
  • 1
Proteção falhou
Foto Nuno Costa
Nunca um fogo em Portugal matou tanta gente. O pior que o País pode fazer é culpar uma coincidência nefasta de fatores, desde a trovoada seca às elevadas temperaturas e ausência de humidade, para explicar a tragédia, sem apurar com exatidão o que aconteceu e tirar consequências desses resultados. É preciso investigar com rigor o que se passou para aprendermos com os erros e evitar que este inferno se repita.

O trabalho de combate ao fogo por parte de bombeiros, GNR e outras forças tem sido heroico, mas o que falhou foi a prevenção. Ao contrário do que no calor dos acontecimentos disse o Presidente da República, não se fez o máximo do que poderia ser feito.

A maior parte das vítimas morreu numa estrada nacional. Uma via que liga vilas deste País. Se tudo tivesse funcionado, aquela estrada 236 teria sido encerrada antes da tragédia.

Também é inadmissível que haja uma total rutura nas ligações telefónicas.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)