Sub-categorias

Notícia

Refugiado… mas pouco!

André Ventura

Refugiado… mas pouco!

Um terrorista que tem estatuto de refugiado e recebe prestações sociais públicas ridiculariza o Estado de Direito.
  • 0
  • 70
Por André Ventura|28.11.16
  • partilhe
  • 70
  • 0
O país recebeu com surpresa a notícia de que um dos indivíduos que se preparavam para mais um ataque terrorista em solo francês teria residência em Aveiro e recebia diversos apoios sociais.

Exato…esses mesmos que são pagos com os nossos impostos em níveis quase incomportáveis. Esses mesmos que não param de aumentar e de diversificar alvos: as casas, o consumo, as pensões, os rendimentos…poucas são as realidades que fogem hoje à fúria da nossa carga fiscal.

Não bastava saber que um terrorista poderia vir a lançar novamente o pânico na Europa com dinheiro do Estado português, tivemos ainda que lidar com o facto de esse mesmo indivíduo ter, desde 2014, asilo político em Portugal. Confrontado com esta situação bizarra, o Ministro Vieira da Silva, que tutela essa área, preferiu lançar mão da ironia e questionar como poderia a Segurança Social dispor dessa informação. Uma pérola!

Afinal, poderíamos ter hoje os olhos da Europa todos sobre o Estado Português. Poderíamos estar a lamentar que alguém a quem atribuímos dinheiro público e um estatuto especial para viajar por todo o Continente, tivesse feito uso desses privilégios para matar indiscriminadamente os cidadãos que, uns meses antes, se esforçaram por lhe garantir um mínimo de dignidade.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)