Sub-categorias

Notícia

Ser polícia é uma missão

Ricardo Valadas

Ser polícia é uma missão

Existimos para servir e proteger, reprimindo toda a criminalidade.
  • 1
  • 193
Por Ricardo Valadas|16.10.16
Poucas palavras há a proferir perante a morte de alguém. Como polícias, perante a morte de um camarada d’armas no cumprimento do seu dever, o silêncio é a maior das homenagens.

No entanto, perante os tenebrosos factos que ocorreram durante esta semana na localidade de Aguiar da Beira, que resultaram na morte de um militar da Guarda Nacional Republicana, a Direção Nacional da ASFIC/PJ deseja expressar publicamente o seu voto de profundo pesar e de tristeza pela perda de um "irmão". Independentemente da natureza e especificidade de cada serviço ou força de segurança, apenas um profundo sentido de missão permite o garante da ordem, segurança e tranquilidade pública.

Existimos para servir e para proteger as pessoas, reprimindo e prevenindo todo o tipo de criminalidade. A nossa missão é assegurar, às vezes com a vida, o normal funcionamento das instituições democráticas e o regular exercício dos direitos, liberdades e garantias de todos. Ser polícia não é uma profissão. Ser polícia é uma missão devotada àqueles a quem se jurou proteger e defender.

À família do camarada, amigos e à Guarda Nacional Republicana, as nossas sentidas condolências... A ti, honramos o teu sacrifício dizendo: PRESENTE!!!
Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)