Sub-categorias

Notícia

Tecnologia na Justiça

António Jaime Martins

Tecnologia na Justiça

Espero não ver o dia em que a justiça seja feita por robots.
  • 0
  • 108
Por António Jaime Martins|06.12.17
Todos os dias somos invadidos por inovações tecnológicas em tudo o que nos rodeia, seja na vida pessoal, seja na profissional. As inovações afetam todos os setores de atividade, desde o setor automóvel com a substituição dos combustíveis fósseis pelas baterias elétricas até ao mundo jurídico com a respetiva robotização.

Todas estas inovações têm um denominador comum: a ameaça da desumanização em que as máquinas substituem os recursos humanos.

Na verdade, sentimo-nos completamente impotentes para deter a vertiginosa evolução da tecnologia em que as máquinas, sejam robots, sejam as plataformas informáticas, substituem os profissionais. Assim como a futura indústria automóvel clean deixará no desemprego milhares de trabalhadores, a desumanização também ameaça chegar ao mundo jurídico e à justiça.

Com efeito, a robotização na elaboração e na revisão de contratos que são hoje uma realidade podem num futuro não muito longínquo chegar à justiça. Aliás, sem que disso nos tenhamos apercebido, a plataforma Citius, com todos as vantagens e comodidades que possa ter, representou o início dessa revolução.

Apenas espero não ver chegar o dia em que a justiça seja feita por robôs, sem intervenção de juízes de carne e osso.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)