Sub-categorias

Notícia

Um filme português

João Pereira Coutinho

Um filme português

Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo terão que reduzir 380 postos de trabalho. Mas como realizar essa tarefa? Por enquanto, o ministro da Defesa nada nos diz.
  • 0
  • 0
Por João Pereira Coutinho|29.07.11
  • partilhe
  • 0
  • 0
Um filme português

Mas a comissão de trabalhadores vai falando por ele: segundo o jornal ‘i', a comissão elaborou um ‘manual de instruções' onde aconselha os administradores a evitarem certas acções incendiárias. Como, por exemplo, frequentar o refeitório. Ou caminhar por determinadas zonas da empresa. Sem falar de insultos óbvios, como rir ou até sorrir, uma insanidade que pode implicar a perda imediata da dentadura.

Confrontada com este cenário, a comissão foi rápida a negá-lo. Mas eu, por via das dúvidas, não o descartava tão depressa. Se virmos bem, o ‘manual de instruções' tem todos os condimentos para um bom filme prisional - o refeitório perigoso; o pátio violento; o sorrisinho provocatório que inicia a pancadaria geral. Se os Estaleiros não dão lucro a fazer barcos, talvez o caminho passe mesmo por fazer fitas.

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Subscrever newsletter

newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)