Juiz da Lava Jato criticado por posar com outro político em festa

Sérgio Moro com comentários negativos nas redes sociais.

O juiz que comanda a operação anti-corrupção Lava Jato e condenou e mandou prender o ex-presidente Lula da Silva, Sérgio Moro, foi fortemente criticado na imprensa brasileira e nas redes sociais por ter posado para fotos ao lado de mais um político. A nova foto polémica mostra o magistrado ao lado do ex-autarca de São Paulo e pré-candidato ao governo do estado paulista, João Dória, e foi tirada durante um convívio em Nova Iorque na noite desta terça-feira. 

A festa seguiu-se a mais uma das inúmeras homenagens promovidas nos EUA ao magistrado brasileiro desde que ele ficou famoso ao comando da Lava Jato. Desta feita, recebeu o galardão de "Personalidade do Ano" da Câmara de Comércio Brasil-EUA, que reuniu empresários, políticos e famosos no Museu de História Natural de Nova Iorque.

Esta quarta-feira, Moro, que até ficar famoso na "caça" a corruptos raramente ia a eventos sociais e dizia ter verdadeira aversão à política, considerou as críticas "insensatas". Referiu ainda que confraternizar com alguém, mesmo sendo um político, durante um evento social não significa haver qualquer compromisso.

Sérgio Moro já tinha sido criticado por posar, também durante um evento social, com o senador Aécio Neves, do mesmo partido de Dória, apesar de ser um dos campeões de denúncias de corrupção no Supremo Tribunal Federal. Mas, nessa altura, também após uma chuva de críticas, e ao contrário do que fez agora, Sérgio Moro disse estar "profundamente arrependido" por ter tirado a foto com Aécio, a quem, dependendo do rumo das investigações e da evolução dos processos na justiça, poderá um dia ter de julgar.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!