Sub-categorias

Notícia

CDS-PP defende que Costa evitou a "remodelação de que o país precisava"

Dirigente centrista considerou que o chefe do executivo retirou secretários de Estado e "deixou ministros que tutelam áreas onde tudo falhou".
Por Lusa|13.07.17
  • partilhe
  • 0
  • +

O vice-presidente do CDS-PP Nuno Melo defendeu esta quinta-feira que o primeiro-ministro "foi forçado a uma remodelação" e apostou no "elo mais fraco", os secretários de Estado, evitando a "remodelação de que o país precisava".

"O primeiro-ministro não fez uma remodelação, foi forçado a uma remodelação, e apostou naqueles que, dentro do Governo, são necessariamente o elo mais fraco", afirmou Nuno Melo aos jornalistas, antes do jantar de lançamento da candidatura da líder do CDS à Câmara de Lisboa.

Reiterando o pedido de demissão dos ministros da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, e da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, Nuno Melo argumentou que António Costa "evitou a remodelação de que o país precisava, desde logo nas áreas de soberania, de Estado".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Política

pub