Guterres alerta que o mundo tem dois anos para agir contra mudanças climáticas

O secretário-geral das Nações Unidas afirma que falta de medidas levará a "consequências desastrosas".
11.09.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, advertiu, esta segunda-feira, que o mundo tem dois anos para agir contra as mudanças climáticas e evitar "consequências desastrosas". Guterres condenou, ainda, a paralisia dos líderes mundiais contra este fenómeno.

"Se não alterarmos a orientação daqui até 2020, arriscamos (…) consequências desastrosas para os humanos e os sistemas naturais que nos suportam", declarou o líder da ONU.

Segundo António Guterres, está em causa uma "ameaça existencial" e o "mais desafio" actual. "As mudanças climáticas estão a avançar mais depressa do que nós (…) e devemos romper com a paralisia", sublinhou, numa intervenção na sede da organização, em Nova Iorque, três dias antes da realização de uma cimeira mundial, inédita, para a acção climática, que deve reunir em São Francisco milhares de eleitos, autarcas, responsáveis de organizações não-governamentais e empresas.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!