Sub-categorias

Notícia

José Sócrates defende Pinho no caso da EDP

Ex-governante ataca atuação do Ministério Público para com o seu antigo ministro da Economia.
Por Pedro H. Gonçalves e Sérgio A. Vitorino|17.07.17
José Sócrates defende Pinho no caso da EDP
José Sócrates participou no almoço da Associação JusLiber-Justiça e Liberdade Foto Bruno Colaço
José Sócrates defende o seu antigo ministro da Economia, Manuel Pinho, agora arguido no caso das rendas EDP, criticando a atuação do Ministério Público tanto no caso da elétrica como no inquérito sobre as viagens pagas pela Galp a membros do Governo entretanto exonerados.

Para Sócrates, o Ministério Público teve anos para investigar e apenas no limite do prazo de prescrição decidiu transformar algumas pessoas em "suspeitas", acusando a magistratura de agir com "motivação política".

O principal visado da Operação Marquês recusa ainda que o ex-presidente do BES, Ricardo Salgado, tenha indicado Manuel Pinho para o cargo de ministro da Economia. Posição assumida depois de José Maria Ricciardi ter denunciado as ligações do líder do banco com o governo do ex-primeiro-ministro. "É uma mentira, que não resista à verdade.

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!

Mais notícias

Mais notícias de Política

pub