Novo modelo de financiamento do superior em vigor no próximo ano

O novo modelo prevê um excedente de docentes superior a 20% e 30% em algumas das instituições.
05.06.15
  • partilhe
  • 0
  • +
Novo modelo de financiamento do superior em vigor no próximo ano
Nuno Crato no seminário de apresentação pública do projeto Introdução à Cultura e Línguas Clássicas Foto Paulo Novais / Lusa

O ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, afirmou esta sexta-feira em Coimbra que o novo modelo de financiamento do ensino superior vai entrar em vigor no próximo ano letivo.

Nuno Crato acrescentou que o documento "está a ser consensualizado com o CRUP [Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas] e o CCISP [Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos]".

O ministro falava à margem do seminário "Projeto de reintrodução das línguas e cultura clássicas no sistema educativo português", que decorre esta sexta-feira no Conservatório de Música de Coimbra. Em março, o presidente do CRUP, António Cunha, tinha considerado o novo modelo de financiamento do Ensino Superior uma "metodologia diferente" para dividir uma dotação "insuficiente", pelo que representa um "exercício de quadratura do círculo", referindo que, apesar das "reservas" com que o CRUP encara o modelo, este tem aspetos "positivos".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!