Sub-categorias

Notícia

Marcelo celebra feriado que "nunca deveria ter sido suspenso"

Presidente da República discursou em Lisboa nas comemorações do 1.º de Dezembro.
Por Lusa|01.12.16

O Presidente da República declarou esta quinta-feira, Dia da Restauração, "celebrar o futuro, mais que o passado e o presente" de Portugal, e enalteceu a independência ética, política e económica do país, embora lembrando a necessidade de "rigor" neste ponto.

"O que celebramos e celebraremos sempre é a nossa pátria e a nossa independência", vincou Marcelo Rebelo de Sousa, falando em Lisboa nas comemorações do 1.º de Dezembro.

Depois, o chefe de Estado elencou as várias áreas de independência de Portugal que devem ser valorizadas: primeiro abordou "independência política, que tanto deve" às forças armadas, e depois falou também na "independência ética", que "impõe o respeito e a dignidade da pessoa humana" e o respeito pela "vida comunitária, em particular no serviço público e na gestão do dinheiro público".

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!
Comentário mais votadoEscreva o seu comentário
  • De carmom01.12.16
    O PR pode e deve elogiar os portugueses que conseguiram tornar o país independente comemorando este dia.Não precisava de dar facadas no governo anterior,até porque sabe, a razão dos cortes nos feriados.Para que quem não votou nele o faça agora,não precisa de bater mais no ceguinho.
2 Comentários
  • De Manuel
    Nem os feriados católicos deviam ter sido repostos!
    A religião não se impõe!
    Responder
     
     0
    !
  • De carmom
    O PR pode e deve elogiar os portugueses que conseguiram tornar o país independente comemorando este dia.Não precisava de dar facadas no governo anterior,até porque sabe, a razão dos cortes nos feriados.Para que quem não votou nele o faça agora,não precisa de bater mais no ceguinho.
    Responder
     
     0
    !

Mais notícias

Mais notícias de Política

pub