Recondução da PGR provoca cisão no PSD

Rio diz que é um erro apoiar a procuradora-geral antes de ser ouvido pelo Governo. Secretário-geral e deputados defendem continuação.
Por Salomé Pinto|08.09.18
  • partilhe
  • 5
  • +
A recondução de Joana Marques Vidal para o segundo mandato como Procuradora-Geral da República (PGR) abriu uma nova ferida no seio do PSD. Esta sexta-feira, o líder social-democrata, Rui Rio, criticou os políticos e, entre eles, os seus correligionários de partido, que defendem a manutenção da atual PGR.

"Este debate público é um erro. Isto tem que ser feito sem partidarização", disparou Rio. A bala acabaria por atingir diretamente o coração laranja. Momentos antes, o secretário-geral, José Silvano, e o eurodeputado, Paulo Rangel, tinham apoiado a continuação de Marques Vidal no cargo.

Rio considera que o PSD só deve tomar uma posição depois de ser consultado pelo Governo, o que ainda não aconteceu. Mas vários deputados como António Leitão Amaro ou Duarte Marques já assumiram publicamente a defesa da recondução de Marques Vidal.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!