Secretário de Estado do Ambiente garante não ter sugerido perdão de multas à Uber ou Cabify

"Estamos há quase um ano para o desfecho desta matéria, mas não houve algum juízo de valor", disse José Mendes.
10.01.18
  • partilhe
  • 0
  • +
O secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes, garantiu esta quarta-feira na comissão de Economia que nunca sugeriu um "perdão de contraordenações a multinacionais", como a Uber ou Cabify.

"Nunca sugeri que houvesse um perdão de multas a multinacionais. Num quadro que tem uma dúvida razoável, como demonstram decisões de tribunais opostas, disse que poderiam ser perdoados os pequenos motoristas e os tais pequenos operadores", garantiu hoje José Mendes.

O secretário de Estado Adjunto e do Ambiente falava hoje em audição na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, na sequência de um requerimento do PCP após a sua proposta em uma entrevista do jornal Expresso do "mecanismo de limpeza de contraordenações" para a Uber e a Cabify.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!