Luz verde para obra no Bolhão e retoma do processo do Aleixo

Concurso público para recuperar mercado será lançado em abril e a empreitada iniciará dentro de um ano.
Por Manuel Jorge Bento|27.01.16
  • partilhe
  • 0
  • +
Luz verde para obra no Bolhão e retoma do processo do Aleixo
Mercado do Bolhão Foto Direitos Reservados
São dois processos que estavam bloqueados e que recebem agora ordem de partida. A Direção-Geral de Cultura já entregou o parecer vinculativo para a requalificação do mercado do Bolhão – o concurso público deverá ser lançado até ao início de abril. O Tribunal de Contas também deu luz verde à aquisição de terrenos de cerca de dois milhões de euros, na rua da Quinta, o que permite a retoma do processo do bairro do Aleixo.

O Invesurb (Fundo do Aleixo) fica agora obrigado a realojar as cerca de cem famílias (mais de 300 moradores) que ainda residem no bairro antes de avançar com a demolição das três torres ainda existentes e com a construção de um projeto habitacional - que terá de cumprir o Plano Diretor Municipal. "Doravante, estamos em condições de regressar ao Aleixo", referiu ontem Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, que prefere "falar das construções" de habitação social em vez de lançar uma data para demolições. "Transferir todos vai ser difícil", admitiu no final da reunião do executivo. O Fundo do Aleixo corria o risco de liquidação, até à entrada da Mota-Engil, com dois milhões de euros.

Já a empreitada de requalificação do mercado do Bolhão, no centro do Porto, deverá arrancar no final deste ano ou no início do próximo. O concurso público será lançado até ao início de abril e, se decorrer sem sobressaltos, a requalificação será iniciada 7 a 8 meses depois.

pub

pub